10 alimentos com açúcar escondido!

Como vai caro leitor?

    Se é um seguidor do blogue Diário de uma Dietista sabe que um dos avisos mais constantes é o “cuidado com o açúcar“, o açúcar é viciante, é oxidante, engorda, engana as hormonas, etc etc. Já antes escrevemos vários artigos sobre o tema:

 

     Mas porquê esta preocupação?

     São inúmeros os estudos que acusam o açúcar de ser a causa das principais doenças crónicas do mundo: cancros, diabetes, obesidade, infertilidade, doenças degenerativas do sistema nervoso, doenças cardiovasculares, etc… Quando antes todos pensavam que a culpada era apenas a gordura, depois de anos de campanhas de sensibilização contra os “fritos, queijos e enchidos”, agora que toda a gente sabe isso de cor, afinal o culpado é outro: o açúcar!

    
   Em termos fisiológicos o açúcar age como um oxidante (o contrário de antioxidante), como o ar está para o ferro causando ferrugem, mas também como um inflamatório. É por essa razão que está na génese das várias doenças mencionadas no parágrafo anterior e até da perda de elasticidade e envelhecimento da pele como explica a seguinte imagem:
glicacao
      Como podemos saber se o nosso corpo está a  metabolizar corretamente o açúcar que ingerimos? 
    A forma mais óbvia é a medição da glicémia em jejum (8-12horas). Poderá fazê-lo através de análises clínicas ou da medição capilar em qualquer farmácia. Veja no seguinte slide os valores desejáveis:diabetes
Pois bem, tudo isto já foi explicado nos artigos inicialmente referenciados. Hoje o presente texto tem o objetivo de o avisar de que deve estar alerta! O açúcar está nos alimentos mais improváveis! Quanto mais processado, mais provável é ter açúcar.


   
Primeiramente, vamos definir e explicitar regras:

  • Todos os produtos embalados são obrigados a ter lista de ingredientes, por lei!
  • Leia a primeira metade dos ingredientes. Se um deles for açúcar ou um dos seus sinónimos, então deve evitá-lo!
  • Quanto mais acima na lista, mais açúcar contém o produto. 
  
    Lembre-se que os ingredientes estão organizados em lista decrescente (ler O poder da Alimentação: Distinguir os bons dos maus alimentos). 

   

Eis alguns sinónimos de açúcar a reter:

Açúcar de beterraba, açúcar amarelo, adoçante de milho, xarope de milho, dextrose, sumo de cana-de-açúcar evaporado, frutose, concentrado de sumos de fruta, galactose, glucose, açúcar de uva, xarope de milho rico em frutose, mel, xarope invertido de milho, maltose, açúcar invertido, xarope de malte, xarope de seiva, melaço, açúcar em bruto, sucrose, lactose, etc. Ou seja, se acabar em “ose”, tiver o nome “xarope” ou “açúcar” é porque deve evitar.

     Muitas vezes a tabela da informação nutricional é difícil de interpretar. Opte por ler diretamente a lista de ingredientes, não tem nada que enganar!


Alimentos que enganam

   Vamos passar à prática. 
    Todos nós sabemos que os bolos, doces, rebuçados, sumos, refrigerantes, gelados, chocolates… têm açúcar! Mas agora surpreenda-se com esta lista de 10 alimentos que provavelmente desconhecia terem – esta quantidade de – açúcar! Aposto que depois disto vai querer ler sempre a lista de ingredientes:


1. Sopa de legumes
 

Lista de Ingredientes (fonte):Batata, amido, cenoura, sal, farinha de trigo, mandioquinha, cebola, óleo vegetal, açúcar, tomate, corante, alho, aipo, curcuma, noz-moscada, E’s variados…   

   Parece que ao comprarmos uma sopa de legumes (tão) saudável, estamos na realidade a comprar uma série de aditivos alimentares, açúcar, óleo, farinhas e poucos legumes.
   Espero que agora os meus paciente percebam por que razão não queremos sopas de compra.

   Aprenda a fazer uma sopa saudável neste artigo: O que deve saber sobre: SOPA


polpa tomate 2. Polpa e molho de tomate

Molhos, polpas, concentrados de tomate, ketchup… é raro o que não tem açúcar! Mas atenção que existem marcas que não o têm, é o caso da variedade 100% concentrado da Guloso

   Veja como o açúcar consta como 3º ou 4º ingrediente nestes produtos. Nada melhor do que o tomate ao natural! Congele-o e garanta que tem tomate fresco todo o ano para os seus cozinhados.



3. Conservas de vegetais e leguminosas ervilha

 

Repare na lista de ingredientes deste exemplo:

Ervilhas em conserva: ervilhas, água, açúcar, sal, aroma natural

  Também aqui o açúcar está presente, essencialmente como conservante.
Leia sempre a lista de ingredientes para verificar se contêm açúcar. Opte por ervilhas frescas ou congeladas. O mesmo se pode dizer para conservas de feijão, grão, milho, macedónia, cogumelos, rebentos de soja, pickles…
 


4. Conserva de legumes primavera  

Semelhante ao exemplo anterior: o açúcar é usado como conservante, tal como o sal:

Lista de ingredientes  

Legumes: ervilhas (60%), milho doce (20%) e cenouras em cubos (20%). Sumo: água, açúcar, sal, aroma natural.

    Dica: Escorra e passe abundantemente por água corrente. Poderá demolhar por alguns minutos.
 

 

pao silhueta

5. Pão de forma
“Pão” é uma forma simpática de “dizer”. Um produto com 20 ingredientes, dos quais o 8º e 9º são açúcar e sal, não se deveria chamar “pão”.  
    Este é o clássico exemplo de que um alimento apontado como “linea/ silhueta” não significa que seja bom para a saúde ou mesmo para o controlo do peso! Vá para além das letras grandes e leia os ingredientes. Nada lhe irá escapar!
    Como este, muitos produtos do género existem no mercado, esteja atento.
Artigo recomendado: O pão engorda?
 

6. Salsichas Frankfurt Originais

Lista de ingredientes:

Carne de suíno, água, carnes separadas mecanicamente de aves, gordura de suíno, amidos, proteína de soja, sal, especiarias, açúcar, proteínas lácteas, emulsionantes (polifosfatos de sódio e de potássio), dextrose, antioxidantes (ácido ascórbico, ácido cítrico), conservante (nitrito de sódio), regulador de acidez (glucono-delta-lactona), intensificador de sabor (glutamato monossódico). Contém: soja, mostarda, leite.

   Em tanta ….mistura…  não poderia deixar de constar o nosso querido açúcar. Aqui não tem solução, evite. As salsichas não têm nada de bom para a saúde.

 7. Delícias do mar 
Lista de ingredientes:

Surimi (carne de peixe (46%), estabilizadores (E420, E452)), água, amido de batata, amido de milho, óleo vegetal, aroma de caranguejo, sal, clara de ovo, açúcar, amido de trigo, estabilizador (E407), gema de ovo, mirin, intensificadores de sabor (
E621, E631), corantes (E120, E160c).

   As delícias são as salsichas do mar!
   Este é o exemplo clássico de que apenas 46% (menos de metade) do que comemos é a tal “carne de peixe”, o resto consiste numa mistura de farinhas, gordura, ovo, açúcar e E’s!

 


8. Iogurtes
   Não poderiamos deixá-los fora da lista.
    Dados como alimentos saudáveis ou inofensivos, um pote de 125g chega a conter o equivalente a dois pacotes de açúcar (15g).
   Aprenda a distingui-los e escolha os mais saudáveis nesta revisão das principais marcas no mercado português: 
 
 

 9. Cereais de pequeno-almoço
 


Muito semelhante ao caso dos iogurtes, os cereais são autênticas bombas de açúcar, 
mesmo os linea ou silhueta! Também aqui não deve acreditar na embalagem. Leia os ingredientes. Sugiro a consulta desta revisão das principais marcas do mercado:

   
    Até a granola, que está tão na moda, usa como ligante o mel ou os xaropes de açúcar.
 

10. Bolachas
    Item de presença obrigatória!
    Para quem acha que são saudáveis, que as Maria são inofensivas, as torradas então são “como água”, sugirimos a leitura atenta deste artigo:

 


    Por hoje terminámos. Muitos outros produtos poderíamos aqui adicionar, seria uma lista interminável. Faça a sua própria pesquisa. Difícil será encontrar alimentos processados sem açúcar. O desafio está lançado! Escolha os alimentos que “vêm da terra ou que têm mãe!”. Mantenha-se atento e saudável ☺