“Perdoa-me corpo por todos estes anos”…

Como vai caro leitor?

Hoje voltamos para um artigo sobre comportamento alimentar. Este é um dos aspetos mais importante trabalhados em consulta e abordados aqui no blog.

Comportamento e hábitos alimentares são terminologias muito usadas em Nutrição, onde os comportamentos se definem como eventos controláveis e cuja repetição altera o hábito.

O comportamento alimentar está na moda, numa época em de grande abundância e disponibilidade, é fácil perder o controlo do que comemos e piorar os nossos hábitos/ saúde. 

Para entender melhor o porquê do comportamento e controlar desejos/ impulsos, tendemos a procurar referências no campo das Ciências Humanas e Sociais.

Os 3 R’s da formação do Hábito

Assim, hábitos alimentares relacionam-se com o conceito de ingestão alimentar (ingestão energética e de nutrientes), enquanto que o comportamento alimentar é relacionado, na maioria das vezes, com aspetos psicológicos da ingestão de comida.

Mudança de comportamento alimentar

Muitos, se não a maioria, dos pacientes que chegam à consulta têm uma história de “dietas falhadas”:

  • Que não conseguiram cumprir por serem demasiado restritivas
  • Por se frustrarem com os resultados
  • Por não conseguirem comportar a nível financeiro
  • Por não empatizarem com o profissional
  • Por alteração das suas condições de vida (ex. trabalho, casa, gravidez, doença).

São muitas as razões que levam ao abandono dos tratamentos, seja sem nutrição ou noutra disciplina que exija mudança comportamental.

Já antes falámos dos principais determinantes de sucesso em nutrição, no artigo: 

Quando marcamos uma consulta de nutrição vamos cheios de expectativas:

É desta que vou conseguir!

Vou emagrecer X kg!

Vou “caber” naquele vestido no casamento!

Vou resistir a TUDO e nunca mais vou comer 1 bolo!

Adeus açúcar!

Portanto, as boas intenções são muitas e variadas.

Contudo, sabemos que o tempo, ameniza este entusiasmo inicial, especialmente se as expectativas de resultados forem irrealistas (Ex. Tenho de perder 1kg/semana para chegar ao verão com X kg).

É óbvio que queremos mudar aquilo que nos “desgosta” e o mais rápido possível de preferência. Porém, quanto maior for este desejo, mais angustia causará o efeito do tempo, o que levará com certeza a mais uma falha/ desistência.

Não há “nutricionistas-milagre”, com formulas mágicas. Na realidade a formula do sucesso está em nós”, tanto na mudança de hábitos alimentares, como em todos os aspetos da vida. 

Pense bem: 

Como chegou até aqui? Será que engordou de um dia para o outro?

Como é que os “erros” alimentares e sedentarismo influenciam os resultados atuais? Será que com uma dieta “apago” o passado e o meu metabolismo me perdoa???

Cada corpo é um corpo. Há metabolismos que “perdoam” na primeira garfada de salada 😉 Outros que demoram um pouco mais: que exigem de Si mais resiliência, persistência, capacidade de “dizer Não”, que o obrigam a ir com frequência ao ginásio e a ser disciplinado com o plano alimentar.

Se soubermos que escolhermos o método e profissional certos para MUDAR, só temos de ser pacientes com o nosso corpo. Dar-lhe tempo e todas as condições de que ele precisa para Perdoar todas as agressões que lhe fizemos todos estes anos.

Em Nutrição só tem sucesso e converte comportamentos novos em hábitos quem PERSISTE. Quem tem a capacidade de insistir e dizer ao seu corpo que não irá voltar aos hábitos antigos, por ele e pela mente também, que está triste e desiludida com o que vê no espelho.

Por isso já sabe: escolha um método saudável para Mudar os seus hábitos alimentares, um método que possa pagar, pois mudança exige tempo, um nutricionista de quem goste, um treinador que o canse e seja paciente com o seu corpo. Ele irá surpreende-lo e Perdoá-lo!

Alimentação saudável não é dieta, é estilo de vida.

Esta é a frase que define o Diário de uma Dietista, o nosso lema.