Testemunho #25: “Cólon irritável” e doença reumática – há solução!

Como vai caro leitor?

Voltamos para mais um testemunho Diário de uma Dietista. Tem acompanhado as histórias dos nossos pacientes? Deixe-se inspirar, o bem não acontece só a outros. Não é “um milagre” que acontece de um dia para outro, mas com o acompanhamento certo e com dedicação, também vai conseguir atingir os seus objetivos

Categoria Testemunhos – As nossas histórias, que podem ser a sua!

Apresentamos-lhe mais um caso de sucesso:

Hoje temos mais um caso inspirador. Desta vez de uma jovem, a quem a saúde e qualidade de vida pareciam “escapar” a cada minuto.

No Diário de uma Dietista tratamos de facto a pessoa e a sua saúde/doença.

Esta é a prova de que a nutrição é sinónimo de SAÚDE e não de DIETA

Através de uma análise do seu histórico de saúde e sintomas veja a diferença que esta paciente conseguiu na sua vida. Só lendo mesmo as suas palavras é possível descrever o que tem conseguido (sim, porque a viagem ainda agora começou):

1. Como conheceu o Diário de uma Dietista?

R: Pesquisa na internet, lia sempre bons comentários e consultório perto de casa! 

2. O que a levou a marcar consulta?

R: Cólon irritável e suspeita de uma doença reumática (confirmada a meio do acompanhamento nutricional).

3. Conte-nos a sua história, como se sentia antes de vir à consulta?

R: Bom, tudo começou quando tinha os meus 19/20 anos, altura que diagnosticaram cólon irritável e intolerância a lactose. Começaram também umas dores que eram insuportáveis, com fases em que o simples andar era um suplício. Andei assim anos entre ortopedistas, fisioterapeutas, osteopatas mas sem perceberem a causa. Não havia motivo aparente. Durante esse tempo, o meu intestino sempre desregulado! O facto de almoçar/jantar fora era desgastante pois eram corridas para o WC logo após as refeições. Muitas vezes arranjava desculpas para não ir almoçar ou jantar fora… “Vou lá ter depois”.

Até que em 2015 tive uma uveíte (inflamação no olho) e aí começou as análises, exames …. Mas só em Abril de 2018 após novas análises e darem positivo e aí ser encaminhada para reumatologia, decidi marcar consulta com a Dra. Margarida , ainda sem ter diagnóstico, mas teria que começar por algum lado (após pesquisas na NET e ler sobre variadíssimas doenças reumáticas/auto-imunes, em que a alimentação era fundamental! Nem eu sabia o quanto!!!). Finalmente em Julho 2018 fui finalmente diagnosticada com Espondilite Anquilosante (EA).

4. Que objetivos  atingiu? O que aprendeu/mudou?

R:  Em 1° lugar estabilizar o intestino, começar a controlar as crises e o enorme inchaço abdominal. Que tenho vindo a ter sucesso!! Percebi que aquele inchaço era derivado a inflamação!

2° lugar: ganhar peso, quando iniciei as consultas com a Dra. Margarida, estava com uma massa gorda muito baixinha.

3° lugar e o mais importante de todos é o facto de toda esta alteração alimentar estar a ter efeitos nesta doença, a EA!! E isso sim foi sinónimo de GRANDE SUCESSO muito graças a Dra. Margarida que tem sido um enorme apoio neste processo todo! Aprendi a perceber quais os alimentos que o meu corpo não tolera e como os posso substituir!

5. A sua saúde/ doença sofreu alterações? Se sim, quais?

R: SIM!! MUITO!!! Devido às alterações alimentares consegui melhorar o “cólon irritável” e consequentemente as crises da EA abrandaram, sendo mais espaçadas no tempo e menos intensas. AHH e as minhas análises após, estão óptimas, sem anemias ou falta de vitamina B12!! Yeee!!

6. Como descreve a sua relação com a nutricionista?

R: Uma excelente relação! É difícil de dizer em palavras a confiança e o nível de positivismo e profissionalismo da Dra. Margarida! Eternamente grata por cada palavra de apoio em cada consulta!

7. Como se sente a nível psicológico/emocional após o tratamento?

R: Ainda estou numa fase de aceitação (da EA, foram muitos anos sem diagnóstico!!) e a nível pessoal foi um ano que iniciou das piores maneiras e com muito stress, muitas crises e dores de não poder andar…enfim…iniciei as consultas muito desgastada psicológica/emocionalmente. Mas dado aos óptimos resultados e o comprovar que todas as alterações alimentares feitas me estão a proporcionar uma melhor qualidade de vida… é como uma lufada de ar fresco!

8. Voltaria a recorrer ao nosso acompanhamento? porquê?

R:  Sim claro! Devido ao acompanhamento personalizado, ao esforço por encontrar soluções ao nosso gosto.

9. O que distingue o Diário de uma Dietista de outros serviços de nutrição?

R:  Já fui a outros nutricionistas, mas deparava me com aquelas dietas “tabeladas” que em nada melhorava e ainda acabava por perder peso ( que de todo não era o que pretendia). Aqui, a Dra Margarida não só conseguiu acalmar todo o meu intestino com as alterações indicadas e consequentemente as crises de EA, como consegui aumentar de peso!!

Trate de Si, porque Alimentação Saudável não é Dieta,

é Estilo de Vida!