Alimentação & Hemorroidal

Como vai caro leitor?

Hoje voltamos para falar sobre um tema de saúde em que a alimentação tem o papel principal.

Para muitos um assunto tabu ou causador de dúvidas, este é um tema que gera habitualmente vergonha em consulta. Porém, sem razão, achamos nós. Pois bem hoje falamos sobre hemorróidas,  fique a saber como a alimentação é fundamental no seu tratamento e alívio dos sintomas.

Comecemos por saber em termos médicos o que são as hemorróidas. Serão contagiosas?

O que são Hemorróidas?

As hemorróidas são tecidos edemaciados que contêm veias e que estão localizados nas paredes do reto e do ânus. As hemorróidas podem inflamar-se, desenvolver um coágulo sanguíneo (trombo), sangrar ou hipertrofiar-se e protrair para fora pelo ânus (prolapso). As que permanecem no ânus chamam-se hemorróidas internas e as que fazem protraimento para fora deste denominam-se hemorróidas externas. 

Como se formam & Tratamento

As hemorróidas podem formar-se devido a esforços repetidos e intensos durante as evacuações/parto. A prisão de ventre pode piorar a situação. A doença hepática aumenta a pressão sanguínea na veia porta, conduzindo por vezes à formação de hemorróidas. Normalmente, as hemorróidas não requerem tratamento, a não ser que provoquem sintomas. A ingestão de agentes emolientes que amolecem as fezes ou de mucilagens podem aliviar a obstipação e evitar os esforços excessivos que a acompanham. As hemorróidas sangrantes podem ser tratadas com a injecção de substâncias que facilitam a formação de tecido cicatrizante que colapse essas veias, este processo denomina-se escleroterapia.
Fonte: manuel Merck

Alimentos que agridem o hemorroidal ativo

Existem diversos motivos que podem espoletar uma crise de hemorróidas, a alimentação é um deles. Veja esta lista de alimentos que deve evitar:

  • Alimentos oleosos: nozes, cajus, amendoins, azeitonas, fritos, enchidos, folhados, pastéis, empadas, natas, comida “aquecida”, refogados…
  • Alimentos com fibras “rijas” insolúveis:  vegetais e frutas cruas, sementes inteiras e cereais integrais.
  • Alimentos ácidos: citrinos, vinagre, picantes, malagueta…
  • Bebidas com gás: colas e refrigerantes em geral.
  • Glúten, trigo e fermentos.
  • Leite e lácteos com lactose (alternativas)
  • Outros: bebidas alcoólicas, café, cacau/chocolate, especiarias, carne vermelha.

Alimentos que previnem e melhoram uma crise de hemorroidal

Para manter o hemorroidal estável ou evitar o seu aparecimento é fundamental ter um trânsito intestinal regular, com evacuações frequentes e não dolorosas, fezes pouco ácidas e moldadas. Para isso muito contribui a qualidade da alimentação. Se sofre de prisão de ventre leia atentamente este artigo Como tratar o inchaço abdominal

Assim, podemos indicar como alimentos/ comportamentos “amigos” do hemorroidal:

  • Beber 1,5l a 2l de água ou infusão não açucarada por dia;
  • Ingerir 5 porções de frutas e vegetais por dia;
  • Ingerir tanto vegetais cozinhados como crus;
  • Privilegiar o consumo de fibras solúveis: Linhaça moída, farelo de aveia/trigo, maçã cozinhada, papaia, cenoura cozida, passas de ameixa/tâmara;
  • Evitar açúcares simples: doces, massas brancas, pão branco…
  • Evacuar sempre que sentir vontade;
  • Evitar fazer muita força para evacuar;
  • Evitar pegar em pesos;
  • Fazer exercício para reforçar a região pélvica.

Veja neste link exemplos de tratamentos “caseiros” para o hemorroidal.