Menos carne, mais saúde do planeta!

É a 16 de Outubro que anualmente se comemora o dia Mundial da Alimentação. Data esta que marca o dia da fundação da Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO), em 1945.

Esta data visa chamar a atenção do mundo para a sobre-exploração dos recursos do planeta e seu impacto ambiental, contrastando com a fome e pobreza de milhões de pessoas.

Assim é essencial que cada um se nós se consciencialize do seu poder e da sua responsabilidade!

Por isso o Diário de uma Dietista dedicou o mês de outubro ao tema da sustentabilidade.

Alimentação Sustentável

A sustentabilidade é um conceito complexo que envolve muito mais do que "a comida do prato": envolve os processos de produção, transporte, transformação, eliminação de resíduos, área de solo ocupada, recursos hídricos, impacto no solo, emissão de poluentes, entre outros aspetos. Mas,a um nível individual, ter uma alimentação sustentável significa "baixo impacto no meio ambiente e, em simultâneo, uma relação positiva com a saúde". Pensando na dieta ocidental, isto quer dizer: redução do consumo de carne, fast-food e produtos industrializados, e, por sua vez, aumento no consumo de frutas, verduras, legumes e cereais integrais.

Hoje vamos explicar-lhe  por que razão deve comer menos animais:

Produção Animal & Sustentabilidade

É impossível dissociar o conceito de “alimentação sustentável” do consumo de carne.

A produção animal envolve vários recursos (como o solo, a água e a energia) que não são inesgotáveis.

Para além disto, a elevada emissão de gases de efeito de estufa pela produção pecuária afeta a qualidade do ar, do solo e da água.

Outra consequência para o ambiente derivada da produção animal é a desflorestação, pela enorme dimensão de terreno necessária para criar animais, nomeadamente para as suas pastagens e produção de grãos para rações.

In Sociedade Vegetariana Brasileira

Apesar de atualmente se falar bastante na substituição da proteína animal pela proteína vegetal, a verdade é que os dados estatísticos apontam para que, ao longo dos anos, tenha havido um aumento no consumo de carne!

Em Portugal, dados do Inquérito Alimentar Nacional e de Atividade Física, indicam que cerca de 34% da população consume mais de 100g de carne por dia.

Poderá ter interesse em ler…

Vale a pena ser “veggie”?

Do ponto de vista nutricional, a carne apresenta alguns benefícios, por exemplo, é rica em minerais como o ferro e o zinco e em vitaminas como a B12.

Em oposição, cada vez mais estudos têm mostrado o “outro lado” da carne, nomeadamente, a carne processada foi classificada como carcinogénica (isto é, que tem o potencial de aumentar a probabilidade de desenvolver cancro) e a carne vermelha como potencialmente carcinogénica (WHO/IARC 2018).

Assim, substituir parte deste consumo de carne torna-se essencial, nomeadamente, substitui-la por opções vegetais que tenham um menor impacto ambiental e mais vantagens para a saúde.

Poderá ter interesse em ler…

Vegetarianismo: Substitutos da Carne

Em termos práticos não significa que se torne 100% vegetariano, mas que intercale várias fontes de proteína, como…:

  • Leguminosas: feijão, grão, lentilhas, ervilhas, favas, tremoço, amendoim, soja e seus derivados (tofu e seitan).
  • Dentro da produção animal, escolher os que têm menor impacto ambiental, como é o caso do leite e derivados, dos ovos e da carne de aves.

Esta substituição deverá ser acompanhada pelo nutricionista, uma vez que as proteínas vegetais são consideradas incompletas/ debaixo valor biológico, sendo essencial que as diversifique e combine devidamente: por exemplo, se conjugarmos arroz com feijão obtemos todos os aminoácidos essenciais.

Poderá ter interesse em ler…

Vegetarianismo na Infância

Portugueses e Carne

Ainda que a carne faça parte da alimentação diária da maioria dos portugueses e que o seu consumo cresça de ano-para-ano, dados do 2º Inquérito sobre Sustentabilidade em Portugal, apontam para que cerca de 56% dos portugueses estejam recetivos à redução do consumo da mesma, notícias animadoras no sentido de preservar a saúde e o ambiente!

É URGENTE!

Vamos lutar pelo nosso planeta comendo menos carne!

#diamundialdaalimentacao #worldfoodday #foodheroes