Sono & Controlo do Peso

Como vai caro leitor? 

Voltamos para um assunto simples, que vai gostar de ler. Vamos perceber por que razão quando estamos cronicamente nervosos/ansiosos, deprimidos, quando trabalhamos por turnos ou por não dormir/descansar o suficiente podemos engordar e ter dificuldade em emagrecer.

É verdade que o nosso ritmo biológico está programado para dormir à noite. Já abordámos este assunto nos 4 artigos destacados!

 Vejamos agora em termos hormonais como isto se explica:

O nosso corpo obedece a ritmos circadianos que se regulam pelo ciclo do sono e da luz. Contudo, fatores como stress, doença, má alimentação, medicação, exercício, entre outros, influenciam estes ciclos naturais.

De facto, sabe-se que o nosso corpo é mais ativo durante a fase de “luz”, ou seja, o dia e mais inativo durante a noite. A partir das 21h começa a produzir-se a melatonina, hormona responsável pela indução do sono. 

Contudo, se fizer atividades estimulantes, ou se comer/beber alimentos excitantes como açúcar, sal e cafeína, ou fizer refeições que induzam grande trabalho digestivo, está a dizer ao seu corpo que “ainda não está pronto para dormir!”.

Como percebemos no gráfico anterior, a hormona do sono – melatonina – tem uma atividade inversa à do stress – cortisol.

O cortisol é uma hormona corticosteróide da família dos esteróides, produzido pela parte superior da glândula supra-renal e libertada na corrente sanguínea. Em termos biológicos, exerce uma série de papéis essenciais para o bom funcionamento do corpo humano:

  1. Efeito a nível da mobilização das reservas energéticas: estimula a produção de açúcar a nível do fígado, a degradação de proteínas no músculo e de gorduras no adipócito.
  2. Ação imunosupressora e anti-inflamatória
  3. Ação conjunta com a adrenalina: aumenta a sensibilidade das células à adrenalina, que por sua vez induz respostas corporais imediatas como o aumento da frequência cardíaca e da pressão arterial, dilatação dos bronquíolos, etc.

Como podemos perceber o cortisol desempenha funções biológicas positivas para o nosso organismo. Contudo, quando o stress é crónico, por exemplo através da privação de sono ou da alteração dos seus ciclos (ex. trabalho por turnos), o aumento continuado da sua produção causa resistência à sua ação, à semelhança do que acontece  na diabetes tipo 2, com a insulina. 

Significa isto que os recetores celulares desta hormona deixam de “a reconhecer”, diminuindo assim os seus efeitos biológicos e passando a desencadear efeitos como:

  • Hipertensão
  • Hiperglicémia
  • Insónia
  • Hipotiroidismo
  • Digestão difícil (gástrica e intestinal)
  • Obstipação/ prisão de ventre
  • Obstipação/ prisão de ventre
  • Diminuição do desejo sexual

Se não dormir o suficiente irá engordar?

Depende do seu metabolismo e do tempo que passar nesse estado, mas para a maior parte das pessoas, a resposta é SIM.  Se não descansar o suficiente, o seu corpo entra numa fase de “letargia/dormência”, mantendo mais açúcar e gorduras no sangue para “o acordar”, inibindo a produção de hormonas estimulantes do metabolismo como a hormona do crescimento e a testosterona e aumentando o seu apetite.

Para melhorar o seu metabolismo tem mesmo de dormir. Não há como ter um corpo e mente saudáveis se não lhes der o devido descanso. Portanto, não é só a nutrição, nem o exercício, que influenciam a sua saúde, bem-estar e sucesso no emagrecimento. Caso não descanse, esteja sujeito a grande stress continuado, esteja deprimido/ansioso, tome demasiada medicação, beba muitos cafés, entre outros fatores, é normal que o seu corpo não responda às suas tentativas de emagrecer!

Não são apenas as crianças que precisam de dormir para crescer! Os adultos também precisam! Trate de Si e se acha que não consegue sozinho, peça ajuda!