Combater a Celulite

Como vai cara leitora?

Hoje temos uma publicação para senhoras!   

Com as temperaturas a subirem, as roupas começam a ficar menores e mais leves! Com elas aparecem também as preocupações estéticas, principalmente, com a celulite:

O que é a celulite em termos médicos?

A celulite é um problema que afeta cerca de 80% das mulheres, sendo cada vez mais emergente, devido aos estilos de vida sedentários e stressantes a que muitas mulheres se sujeitam diariamente.

Quando se fala em celulite, o normal é pensarmos em zonas do corpo humano com mais tendência para acumular gordura, especialmente nas nádegas, pernas, braços e região abdominal. No entanto, esta designação não é a cientificamente correta, apesar de ser a utilizada por toda a gente, inclusive médicos. Se tivermos em conta os vocábulos de medicina, os termos terminados em –ite (como otite ou apendicite) sugerem uma inflamação na área em questão. Assim, e tendo em conta que a celulite não tem em si nenhum processo inflamatório, a palavra celulite tem um significado diferente daquela a que se associa todos os dias.

Não obstante este facto, a celulite consiste, na prática, num aspeto indesejável da pele (casca de laranja), que tanto incómodo causa. Deste modo, a celulite resulta de um conjunto de alterações anatómicas e funcionais e que se desenvolvem a partir do tecido dermo-hipodérmico. Esta ocorre em sítios específicos do corpo, onde já numa fase avançada se podem observar alterações na pele.

Para melhor compreender a formação da celulite, temos de considerar as 3  camadas de tecidos sobrepostos que formam a pele: a epiderme, a derme e a hipoderme.

É a mais superficial e tem uma função de revestimento e proteção, ao passo que as outras desempenham uma função de suporte e nutrição. A epiderme é constituída por 5 tipos de células diferentes, que se deslocam desde o interior até à superfície, sendo depois eliminadas com a esfoliação. Esta camada não possui circulação própria, pelo que os nutrientes são adquiridos através da derme.

É a camada intermédia, e é constituída por um conjunto fibrocelular. É nesta camada que temos as glândulas sebáceas e sudoríferas.

É a camada mais profunda da pele e tem uma função de proteção e reserva de energia. É esta camada que está envolvida no desenvolvimento da celulite. Na hipoderme ocorrem inúmeros sistemas de reação que permitem o equilíbrio da pele, mas quando há outras alterações anatómicas, estas deixam de funcionar com a normalidade desejada, influenciando depois as outras camadas subjacentes.[/idea]

Alimentação e Celulite

   Se pratica uma alimentação saudável e faz algum tipo de exercício, não será nada complicado seguir estas recomendações. No entanto, para quem tem hábitos alimentares incorretos, evitar a celulite não será assim tão simples.
O combate à celulite dá-se, em primeiro lugar, mudando o seu estilo de vida.

Alimentos anticelulite incluem ananás, melancia, ovo, tomate, sementes, espinafres e mirtilos.
  • A sua alimentação deve ser rica em fibras, fruta e vegetais. Sempre que puder escolher, opte por alimentos integrais. As vantagens são óbvias: são ricos em fibras, ajudam a regular o intestino e diminuem a absorção de gorduras. As carnes brancas e o peixe devem substituir as carnes gordas.
  • Deverá reduzir ou evitar totalmente o consumo de gorduras: molhos, queijos gordos, bolachas com recheio, biscoitos de manteiga, gelados e chantilly. Bem como os produtos de pastelaria.
  • Deve evitar os refrigerantes (mesmo os light) e as bebidas alcoólicas. Pode “abusar” no consumo de água (1,5 a 2litros/dia).
  • Reduza os cafés para um máximo de 3/ dia.
  • Reduza a quantidade de gordura que utiliza para cozinhar.
  • Para temperar os alimentos, evite o sal e aproveite a variedade de ervas aromáticas existente para dar um sabor diferente aos cozinhados. 
  • Não use roupa apertada, nem muito justa, especialmente na cintura.
  • Não use meias ou botas apertadas, nem saltos muito altos.
  • Quando a distância o permitir, esqueça os transportes e vá a pé. 
  • Evite o elevador.
  • Se puder, pratique natação ou ande de bicicleta.
  • Aproveite os fins-de-semana para passear e estar ativo!
 

Adeus Celulite: alimentação, exercício e pequenas ajudas!

   Recorremos frequentemente a um sem número de produtos de aplicação tópica (cremes)  na esperança de acabar, de uma vez por todas, com a celulite e redefinir a silhueta. Esses produtos resultam? Bem, ajudam a minimizar alguns efeitos visíveis. Mas, o problema é que a celulite é causada por uma combinação de alterações a nível da microcirculação estimuladas pelo acumular de gordura. Com a acumulação de gordura, a pele é pressionada para cima, enquanto as fibras mantêm algumas regiões presas, formando ondulações e irregularidades. Estas alterações da circulação da pele levam ainda à acumulação de água (retenção hídrica) o que agrava o aspeto da pele e dá uma sensação desconfortável de inchaço, pernas “pesadas e cansadas”.

Leia também Retenção de líquidosTisanas diuréticas

   Portanto, para realmente acabar com a celulite é preciso queimar gordura, drenar e perder peso!

Juntar + exercício!

    A forma como se tenta eliminar essa gordura é determinante. Já que adotar uma alimentação demasiado restritiva, na verdade, só piora o efeito visível da celulite, pois reduz a elasticidade dos tecidos, tornando o aspecto «casca de laranja» ainda mais evidente.

   A perda gradual de peso e de gordura (para preservar a elasticidade da pele) é a melhor e mais saudável solução para a celulite. Principalmente, quando acompanhada pela prática regular de exercício físico, que ajuda a refirmar os tecidos. A garantia é dada por Wayne Westcott, médico co-autor do best-seller «No More Cellulite», que testou a estratégia em 115 mulheres. Todas elas observaram uma redução na aparência da celulite, ao fim de oito semanas, e um aumento na proporção de músculo nas regiões com mais gordura, comprovada por medições com ultra-sons. Experimente também!

7 Dicas "pró e contra" a celulite

…tem lugar de destaque no combate da celulite. Purifica e hidrata   organismo, e elimina as toxinas acumuladas. Uma boa média é beber entre 6 a 8 copos de água ao longo do dia, não contando com a bebida da refeição.O consumo do sal e a sua utilização para temperos, em excesso, tem efeitos nefastos para a saúde. Não só nos problemas cardiovasculares e de tensão arterial, como também para a celulite.

…contribui para a retenção de líquidos, e consequentemente, para o  aparecimento da celulite. Deve diminuir o sal nos alimentos, bem como, evitar o consumo de charcutaria, salgadinhos, frutos secos e snacks salgados, azeitonas, etc.

Um nutriente essencial para tratar a celulite é o iodo, a matéria-prima que ajuda a tiróide no correto funcionamento do organismo. Existem alguns alimentos ricos em iodo que deve incluir com frequência na sua alimentação: agrião, alface, alho, alcachofras, batata, banana, arroz integral, cenoura, cebola, ervilha, espinafres, morango, pêra, tomate, uva, nabo e gemas de ovo.

Se gosta de chá, pode complementar uma alimentação saudável com chás que ajudam no processo de drenagem (exemplo: cavalinha, centelha asiática, dente  e leão, etc). É também uma forma saudável de hidratação (sem açúcar).

…mesmo light, os refrigerantes e águas com gás também podem agravar a celulite. Estas favorecem o inchaço, prejudicam a circulação sanguínea e dificultam a irrigação dos tecidos.

O consumo de bebidas alcoólicas em excesso pode prejudicar a  irculação sanguínea e causar retenção de líquidos. Além disso, o álcool é automaticamente transformado em gordura pelo fígado, resultando numa acumulação de gordura localizada e aparecimento de celulite.

…com hidratos de carbono de absorção rápida  elevado índice glicémico) são rapidamente metabolizados no organismo sob a forma de açúcares e depois acumulados como gordura. São exemplos: o pão branco, os bolos, as bolachas, os flocos de pequeno-almoço, etc. Deve optar por hidratos de carbono complexos (cereais e grãos integrais), pois estes, não só evitam a celulite, como ajudam a combatê-la, por conterem nutrientes que ajudam o organismo a diminuir os processos inflamatórios e a melhorar a circulação.

Em conclusão, para ter sucesso no combate à celulite há que:
 
  • Ter hábitos alimentares saudáveis, evitando determinados alimentos/ bebidas;
  • Ter um peso e massa gorda adequados à idade, género e altura;
  • Praticar exercício físico frequente;
  • Beber água ou chá em abundância;
  • Não fumar;
  • Evitar bebidas alcoólicas;
  • Caso tenha má circulação, fazer drenagem linfática ou ingerir extratos de ervas com potencial drenante;
  • Aplicar um creme que auxilie no tratamento da gordura localizada/ acumulação de líquidos (anti-celulite).

    Lembre-se que para diminuir o efeito inestético da celulite tem que combinar várias estratégias. Se fizer apenas 1 ou 2 é quase certo que não terá sucesso e será uma tentativa frustrada.

 Na base de tudo está o estilo de vida! O poder de mudar está em si! Caso tenha má circulação, varizes, inchaço dos membros inferiores, celulite grave, etc, pode optar por um suplemento alimentar (extratos naturais de plantas) que facilitam a drenagem.

AVISO: os suplementos alimentares não são inócuos. Podem suscitar efeitos adversos no caso de ser alérgico a algum dos componentes, interferir com a sua medicação ou doença (ex. diabetes), ou podem mesmo não surtir qualquer efeito. Aconselhe-se com o seu médico ou nutricionista antes de o fazer.