As estações e o humor

Caro leitor,

como tem passado? O frio e a chuva vieram para ficar e por isso pergunto-lhe:

Tem mais fome ou apetite?

Passa mais tempo em casa?

A chuva deixa-o/a mais introspetivo, triste ou melancólico?

Provavelmente a resposta às três questões é um indubitável SIM! Mas por que razão isto acontece?? 

Por que será que as pessoas que vivem em países frios parecem mais tristes (ex. países nórdicos) e as pessoas que vivem no equador ou no sul parecem sempre mais alegres (ex. brasil)?

Pois bem, vamos responder a estas questões:

    O clima pode ser um grande inimigo do estilo de vida saudável, por várias razões. Desde logo a variação da temperatura influencia:

Quando está frio o nosso corpo tem de gastar mais energia, por exemplo a bombear o sangue, paramanter a temperatura corporal.

O calor e a chuva interferem na nossa vontade para nos mexermos. Quando está muito calor sentimo-nos “moles e apáticos”. Quando está a chover temos vontade de nos resguardar para não adoecer.

A luz do sol estimula a produção de hormonas do prazer (serotonina, dopamina), que nos deixam felizes, ativos e sem fome. Quando o dia está escuro e com pouca luminosidade há menos produção dessas hormonas e assim sentimo-nos mais tristes, pensativos, refugiamo-nos mais em casa e na comida.

O inverno é o período do ano em que é mais difícil manter ou mesmo perder peso e os estudos comprovam-no!

  • A fome e a vontade de petiscar aumentam;
  • Apetece-nos alimentos mais quentes e reconfortantes;
  • O nosso organismo literalmente "pede-nos" alimentos mais calóricos para suprir o gasto energético extra com a manutenção da temperatura corporal;
  • Temos mais dificuldade em ingerir alimentos crus (frios), preferindo pratos quentes (mais calóricos).
  • O frio, a chuva e o horário de inverno (mais horas de noite) diminuem o nosso período ativo, pois temos mais dificuldade em nos levantar de manhã e recolhemo-nos mais cedo à noite.
  • O humor altera-se devido à menor produção de serotonina, aumentando a predisposição para estados psicológicos depressivos.

Sugestões por Estação

Saiba agora como aproveitar o melhor de cada estação para se manter saudável, contornando as dificuldades do clima:

OUTONO

O outono traz as primeiras chuvas e a descida das temperaturas. Os dias ficam mais curtos, as cores alegres do verão desvanecem, predominando as cores secas (castanho e verde). Como foi explicado, a diminuição da luminosidade diminuiu a serotonina, ficamos mais tristes, melancólicos e tendemos a procurar conforto na comida. Porém, de forma sábia, em cada estação a natureza dá-nos os alimentos que precisamos para proteger a nossa saúde física e mental:

1. Alimentos ricos em vitamina C e antioxidantes reforçam o sistema imunitário: dióspiro, anona, marmelo, romã.

2. Alimentos ricos em amido e fibras que aumentam a saciedade e preparam-nos para suportar o frio do inverno: castanha e batata-doce.

3. Alimentos ricos em gorduras saudáveis, ajudam a controlar o apetite e reforçam o cérebro e as defesas: nozes, amêndoas e avelãs.

Nesta estação aumente o uso de especiarias e ervas aromáticas como orégão, coentros, picantes, alecrim, hortelã... Na comida ou em infusão são reconfortantes e aumentam a satisfação.

INVERNO

Como foi explicado é no inverno que mais nos recolhemos em casa, que baixam os níveis de serotonina e temos vontade de comer! Precisamos de encontrar na comida aconchego para o frio, para a chuva e para os dias tristes. Como diz o provérbio "não há sol que nos aqueça". Então aqueça-se literalmente!

Para compensar o frio inclua chás estimulantes na sua rotina, como o chá-verde, de gengibre e de canela. Para além de serem reconfortantes eles ajudam a acelerar o metabolismo! Além disso, prefira alimentos e bebidas quentes, que auxiliam na regulação da temperatura corporal. As sopas são uma mais valia, pois para além de saudáveis e saciantes, ajudam no controlo do peso!

Em vez de saladas cruas opte por vegetais cozidos, estufados, asssados ou salteados em azeite, são saborosos e quentes.

Outra dica importante é não parar de fazer exercício. Se tem frio lembre-se que o exercício aquece, ativa a circulação, controla o peso e produz serotonina, que tanta falta nos faz no inverno.

PRIMAVERA

Na primavera a estratégia é consumir muitas verduras, frutas e legumes crus, pois é a época do ano em que estes alimentos são mais tenros, saborosos e baratos. Eles prolongam a saciedade, evitando ataques de compulsão e gastam mais calorias na sua digestão.

É também nesta estação que muitas pessoas optam por iniciar programas de reeducação alimentar e de exercício. Porém, é preciso ter cuidado com regimes demasiado restritivos, que diminuem o ritmo metabólico. Aproveite os dias mais compridos e luminosos para fazer mais atividade f­ísica e aumentar o consumo de alimentos saudáveis, apostando em pratos coloridos e com vegetais de todos os tipos.

VERÃO

No verão aproveite o calor para aumentar o consumo de água, frutas, verduras e legumes. Coma um bom prato de salada às refeições principais e troque os doces pelas frutas. Por outro lado, resista a outras opções de alimentos refrescantes, como os gelados, os refrigerantes e os cocktails.

Nesta estação os dias são longos e convidativos para estar ao ar livre. Proteja-se nas horas de maior calor e saia pela manhã ou ao final do dia. Pode sempre praticar atividade física na água e na praia.

A hidratação é um ponto essencial, ajudando a controlar o apetite e acelerar o metabolismo.

Em suma...

Todas as pessoas apresentam mudanças de humor, o que é natural, de acordo com as influências e factos positivos ou negativos das suas vidas. Mas também o clima pode influenciar o humor! São vários os estudos que demonstram o efeito da luz do dia no estado de espírito das pessoas.    

No verão, há uma tendência de haver mais bom humor no ar. A exposição ao sol estimula a produção de serotonina e dopamina, responsáveis pelo humor, sensação de bem-estar, prazer, energia e regulação do ciclo do sono. Além disso, o calor faz com que as pessoas tendam a sair mais de casa, interagir mais socialmente, confraternizar e praticar exercício.

No inverno, tende a ocorrer um período de maior reflexão, introspecção, isolamento e recolhimento. Nesse período são comuns sentimentos de sonolência, tristeza, angústia e mais pensamentos negativos. Não são novos os estudos que indicam haver maior índice de suicídio em países com menor incidência de luz do sol.

É até comum dizer-se que “o dia está bonito” quando está sol, e “o tempo está feio” quando está nublado ou chuvoso. Deste modo, as mudanças de humor devido ao clima, por serem temporárias, não são classificadas como doença. Porém, quando já existe um transtorno do humor, este pode sofrer um agravamento, havendo mesmo necessidade de alteração das dosagens de medicação.

Durante todo o ano há oscilações do clima. Assim, como muda o vestuário conforme a estação, adapte também a sua alimentação.

Em suma, não se deixe afetar, evite o isolamento, mantenha sempre alguma atividade física, exponha-se ao ar livre e ao sol, tenha uma alimentação saudável. Tente não dar demasiada importância às mudanças do tempo. Afinal:

Não importa como está o clima, se chove ou faz sol, se está frio ou calor, quem faz o dia bonito