Gravidez: Mês 1
20 Junho, 2017
11. Testemunho: “Agora tenho uma relação saudável com a comida”
23 Junho, 2017
Mostrar tudo

Alimentação + exercício? Porquê?

Como vai caro leitor?

Voltamos para mais um artigo sobre estilo de vida saudável e emagrecimento. Em ambos os casos, alimentação equilibrada conjugada com exercício é essencial. Não podemos esperar sentirmo-nos a 100% se não os combinarmos, ou mesmo conseguir resultados significativos de perda de peso e sua manutenção a longo prazo.

Vamos começar por rever um estudo da conceituada revista Nature que compara várias estratégias de emagrecimento ao longo do tempo.

Podemos verificar que até aos 6 meses há uma perda de peso em todos os métodos (excepto no simples aconselhamento). Contudo, comparando “apenas exercício”, com “apenas dieta” e com “dieta+exercício”, verificamos diferenças significativas. De facto, “apenas exercício” parece ser o método menos eficaz com elevada desistência aos 12 meses, seguido de “apenas dieta”. O método combinado “dieta+exercício” obteve resultados tão bons aos 6 meses como métodos mais agressivos como cirurgia, medicamentos e substitutos de refeição.

Destacamos a curva “dieta com restrição calórica severa”, veja como a descida até aos 6 meses é vertiginosa, assim como a recuperação dos 6 aos 36 meses. Portanto será que compensa? Outra curva que salientamos é a “substitutos de refeição” que apesar de eficaz aos 6 meses, têm uma taxa de desistência elevada ao longo do tempo. Do que nos vale pagar tanto por comida “especial” se não a podemos fazer para sempre?

Todos os métodos têm alguma recuperação, excepto os medicamentosos se a sua toma for continuada. Quando associamos “dieta saudável+exercício” já não está em causa a sua eficácia, mas sim a nossa capacidade de manter a adesão a ambos ao longo do tempo, especialmente ao exercício. Assim, não há dúvida que vale a pena optar por um estilo de vida mais saudável, que permita cuidar-nos física e psicologicamente. A grande questão que tem de trabalhar para sempre é a manutenção da sua vontade de cuidar de si, manter-se saudável e equilibrado no seu estilo de vida.

Além disso, não podemos esquecer o efeito que a conjugação de alimentação saudável com exercício tem ao nível do peso. As perdas de peso com “apenas dieta” acontecem, como vemos na linha azul escura do gráfico. Porém, além de gordura, gastamos água e músculo, ficando com um aspeto flácido, enrugado e pouco saudável. Já quando associamos alimentação com treino, tudo parece “ir ao sítio”, havendo mais gasto de gordura, manutenção ou aumento do músculo e da água. Ou seja, fica em forma, tonificado, com melhor sono, mais energia e disposição. Sugerimos os nossos artigos:

 

Dando-lhe um exemplo prático, para não achar que só lhe apresentamos “teorias”. A nossa nutricionista Catarina Bragadeste sempre fez uma alimentação saudável e cuidada. Contudo, apesar do peso controlado (cerca de 60kg para o seu 1,72m), o corpo estava flácido, a celulite teimava nas coxas e a insatisfação continuava (enfim o típico da mulher comum). Veja a diferença que obteve num espaço de 3 meses com a mesma alimentação, mas com treinos em casa 3 vezes por semana:

Leia o artigo completo sobre esta mudança em 12 weeks bikini body guide – o meu percurso. Agora que está à espera de bebé tudo mudou e o exercício teve de passar a simples caminhada, mas com certeza voltará ao seu treino em casa, 3 vezes por semana logo após o nascimento. Quer saber tudo sobre o seu 1º mês de  gravidez? leia Gravidez: Mês 1

Pois bem, o treino compensa! A alimentação é só 70% do nosso resultado e como todos sabemos:

O que espera para começar HOJE a tratar de si?

E lembre-se! Alimentação saudável não é dieta, é estilo de vida!

Alimentação + exercício? Porquê?

Tempo de leitura: 3 min

Tenha acesso aos artigos mais recentes no seu email!