Receita da Semana: Gelados

Como vai caro leitor?

Hoje temos uma publicação específica sobre gelados, “o doce do verão”.

A Norma Portuguesa 3293 de 2008 define gelado alimentar como:

«Género alimentício obtido por congelação, e mantido nesse estado até ao momento de ser ingerido pelo consumidor, em cuja composição podem entrar todos os ingredientes alimentares, bem como os aditivos previstos pela legislação em vigor, nomeadamente:

a) uma mistura de matérias gordas e substâncias proteicas, com ou sem adição de outros ingredientes alimentares;

b) uma mistura de água, açúcar e outros ingredientes alimentares.»

Esta mesma norma estabelece como ingredientes:

Ingredientes principais
  • Leite em natureza, pasteurizado, concentrado, desidratado, fermentado, constituintes do leite e outros produtos lácteos;
  • Gorduras de origem animal e vegetal e/ou uma mistura de ambas em proporções não definidas;
  • Proteínas lácteas contendo uma ou mais proteínas do leite (caseínas, caseinatos, soro de leite e proteínas de soro de leite) e proteínas não lácteas (vegetais, do ovo, gelatina) quer uma mistura em proporções não definidas;
  • Açúcares tais como sacarose, xarope de glucose, dextrose e frutose;
  • Água
Outros ingredientes
  • Mel;
  • Ovos e/ou seus constituintes frescos, refrigerados, congelados, liofilizados, em pó ou em granulado;
  • Frutos: frescos, congelados,
    concentrados, liofilizados, em pó, cristalizados, em calda, sumos, purés, polpas, compotas e xaropes;
  • Frutos secos naturais ou fisicamente transformados;
  • Cacau e chocolate;
  • Café, extracto de café e extracto de café em pó;
  • Chá e extracto de chá.

 

Como denominação de venda prevêem-se para os gelados alimentares:

  1. Gelado de nata: gelado alimentar que contém pelo menos, 5 % de gordura láctea com exclusão das gorduras e/ou proteínas que não sejam lácteas.
  2. Gelado de leite: gelado alimentar que contém pelo menos, 2,5 % de gordura de origem exclusivamente láctea e, pelo menos, 6 % de extracto seco desengordurado do leite com exclusão de todas as gorduras e/ou proteínas que não sejam lácteas.
  3. Gelado: gelado alimentar que seja uma emulsão tipicamente composta por água e/ou leite, gorduras alimentares, proteínas e açúcares.
  4. Gelado de água: gelado alimentar contendo principalmente água e açúcares.
  5. Gelado de fruta: gelado alimentar que esteja em conformidade com a definição de gelado de água e contém, no mínimo, 15 % de frutos.
  6. Sorvete: gelado de frutas ao qual não é adicionada qualquer gordura e que contém, no mínimo 25 % de frutos.
  7. Granizado: gelado alimentar no estado semi-sólido.
  8. Sobremesa gelada: sobremesa com gelado alimentar decorada com géneros alimentícios.
  9. Gelado Semi-frio: Gelado alimentar definido em qualquer um dos tipos anteriormente descritos e que, durante o tempo que medeia entre a exposição e o consumo, seja conservado à temperatura aproximada de -10 ºC.

Como podemos ler, um gelado tem como ingredientes base o leite e/ou água, a fruta, as gorduras e o açúcar. Deste modo, o seu valor energético e nutricional pode ser muito variado.

Por conseguinte, observe atentamente um sumário dos valores nutricionais dos gelados mais consumidos em Portugal (marca Olá®):

Para conhecer mais informação nutricional dos gelados Olá clique aqui e consulte-os individualmente.

Em termos de análise nutricional podemos dividir os gelados pelo seu teor calórico, teor em gordura e açúcar:

  • Verifica-se que até ao gelado 10 estão aqueles com mais de 200kcal por porção, muito ricos em gordura e açúcar. Estes são, de facto, a evitar o mais possível.
  • Do 11 ao 26 estão gelados que devemos consumir ocasionalmente, por exemplo 1x por semana. Caracterizam-se por terem entre 100 a 200kcal, predominando o seu elevado teor de açúcar e menor teor em gordura, face aos primeiros.
  • Do 27 ao 39 encontram-se gelados que devemos preferir, podendo substituir, por exemplo, cerca de 3x/semana, uma
    peça de fruta como snack da tarde. Estão neste grupo os gelados de água, os sorvetes/sorbets, os gelados de leite, os iogurtes gelados, ou, simplesmente, os gelados cujas porções são menores (para crianças).

Posto isto, pode ainda optar por fazer o seu próprio gelado caseiro, reduzindo bastante o açúcar e gordura.


Gelados Caseiros

1. Gelado de Framboesa Light

 

Ingredientes

  • 160g de framboesas frescas ou descongeladas
  • 50g de iogurte natural magro
  • 20g de cereais puff para decorar
  • 15g de pistachos descascados

 Informação Nutricional/ 100g: Calorias: 190 kcals / Proteínas: 5.6 g /Açúcares: 18.9 g / Gordura: 5 g


2. Gelado de iogurte com sabor a café

A forma ideal de terminar a sua refeição com apenas 50kcal

Gelado de iogurte com sabor a café

– Ingredientes (4 pax.)

  • 3 iogurtes naturais magros
  • 75 ml de leite magro ou bebida vegetal 
  • 35 g de café solúvel (ou descafeinado)
  • 50 g de doce de morango light (opcional)
  • Adoçante de culinária (que resista a alta temperaturas)

Preparação
1. Coloque um tacho ao lume e misture o leite magro com o café solúvel e adoçante a gosto (pode não pôr muito porque terá tempo de retificar). Mexa bem até que fique uma mistura homogénea. Deixe arrefecer.
2. Num recipiente que possa ir ao congelador, bata os iogurtes. Adicione a mistura anterior e mexa tudo sem parar até que fique homogénea. Coloque de imediato no congelador e deixe estar até ficar espessa.
3. A cada 20 a 30 minutos, tire do congelador e misture de novo para evitar que endureça e forme uma camada de gelo.
4. Uma vez gelado, sirva em bolas e adicione o doce de morango light ou outro (opcional). Decore com grãos de café.

A responsabilidade editorial desta informação é da revista


3. Gelado de queijo e fruta
– Ingredientes (6 pax)Gelado de queijo e fruta
  • 250 g de queijo fresco light para barrar
  • 1 copo (125 ml) de leite magro ou bebida vegetal 
  • 3 claras de ovo
  • 12 morangos
  • 1 tangerina
  • 1 kivi
  • 50 g de compota de frutos do bosque sem açúcar
  • folhas de hortelã

Preparação
1. Com a batedeira de varetas, bata as claras em castelo com o açúcar até obter um preparado espumoso e quase branco. Acrescente o queijo e continue a bater a mistura até unir os ingredientes.
2. Junte o leite ao preparado anterior e misture-o com movimentos envolventes. Reparta a mistura por seis formas.
Cubra-as bem com película aderente e coloque-as no congelador.
3. Lave os morangos e retire-lhes o talo, substituindo-o por folhas de hortelã. Descasque a tangerina e tire-lhe a pele branca e fina que cobre os gomos. Descasque o quivi e corte-o em seis rodelas finas.
4. Bata a compota e um pouco de água morna com umas varetas. Quando adquirir a consistência de uma calda ligeira, use-a para cobrir as frutas. Sirva-as com o gelado e enfeite com a hortelã.

A responsabilidade editorial desta informação é da revista
 


4. Sorvete de Limão

Sobremesa refrescante com apenas 17kcal!

–  Ingredientes (4 pax)

  • 100 g de limão Sorvete de limão
  • 20 g de claras de ovo
  • 125 ml de água
  • 1 pau de canela e sal marinho a gosto
  • Adoçante (qualquer um que não seja calórico, como a sacarina, exceto aspartame que se deteriora com o calor)
  • 4 morangos (frescos ou congelados)

Preparação
1. Rale a casca do limão com um ralador e retire-lhe o sumo (eliminando as sementes e os restos de polpa com cuidado).
2. Coloque a água com o adoçante e a canela ao lume e, quando o líquido começar a ferver, deixe-o a cozinhar mais 10 minutos.
3. Deixe arrefecer à temperatura ambiente (sem o colocar no frigorífico).
4. Misture com o sumo de limão recém-espremido e a casca ralada. Também pode deitar um pouco de canela em pó, se gostar.
Introduza no congelador.
5. Quando o preparado começar a congelar, misture as claras batidas em castelo com uma pitada de sal. Volte a colocar no congelador até ficar bem frio. Decore cada taça com um morango e sirva.

A responsabilidade editorial desta informação é da revista
 


Pode sempre usar a imaginação e fazer os seus próprios gelados e sorvetes. O truque está em diminuir o açúcar e a gordura, bem como, em torná-los mais nutritivos e saudáveis. Eis algumas sugestões:

  • Use iogurte natural/skyr/grego ou clara de ovo em vez de natas
  • Use água em vez de leite ou gordura
  • Use fruta fresca em vez de açúcar
  • Substitua o açúcar por adoçante natural (ex. Stevia).
  • Adicione pedaços de fruta inteira e de frutos secos

Desfrute dos gelados com moderação! Escolha sempre as opções menos calóricas ou faça as suas próprias receitas. Guarde os gelados mais calóricos para os dias especiais. Bom verão!

Logo-03